quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Quito, dicas para ler antes de viajar

Queria escrever sobre o Equador depois de acabar de falar sobre a viagem a Arequipa no ano passado, mas o JB do ótimo O Descobrimento da América +  me escreveu pedindo dicas para um amigo que vai para lá.
1. Segurança: Me senti bastante segura caminhando pela cidade, mas não andei de transporte público. Os quitenhos dizem que não devemos usá-lo. Os turistas com os quais conversei e que usaram o transporte público não tiveram nenhuma experiência traumática, mas evitaram andar no horário do rush e tiveram muito cuidado com os pertences. Táxi é barato.
2. Dinheiro/custo: A moeda corrente é o dólar americano. Há vários ATMs e somente uma vez não consegui sacar dinheiro. Nada traumático, logo encontrei outro. Comparado ao Brasil o Equador é um país barato. Por exemplo, com US$ 4 dá para comer o prato do dia em um restaurante bom, limpo, mas sem luxo. Uma garrafa de água de 500 ml custa entre US$0,30 - 0,50. A corrida de táxi do centro histórico até o bairro Mariscal Sucre, não custa mais de US$6. 
Alguns lugares não aceitam notas de US$ 50. Procure levar dinheiro trocado, novo e em bom estado. Nem todos os ATMs dispensam notas menores de US$ 50, preste atenção a isto na hora de retirar dinheiro. Afora este problema, eles costumam dar o troco exato, incluindo moedas de US$0,01! E por falar em moedas, atenção, algumas são cunhadas no Equador. Vale a pena se desfazer delas antes de voltar!

3. Aeroporto e transfer para hotel: Cheguei em Quito vindo de Cuenca. Não sei como é a área de desembarque internacional, mas na nacional não há um hall comum antes da calçada. Você pega a bagagem, passa pela porta e já está na rua! Combinei o transfer do aeroporto para o hotel com o marido de uma moça que conheci quando estava em Cuenca. O nome dele é German e o contato germanpc1@hotmail.com. Ele é professor de História e está começando a fazer este trabalho nos horários vagos. É pessoa de muita confiança, mas não fala inglês, só espanhol. Estou fazendo esta indicação, pois gostei do serviço e me tornei amiga deles, porém, como o German trabalha, não sei se ele poderá atendê-lo no horário que  você deseja. Os hotéis costumam oferecer o serviço de transfer. O meu oferecia, mas eu achei caro.
O novo aeroporto, que já deveria estar pronto, ainda nem começou a subir.
4. Onde ficar? Fiquei hospedada no bairro Mariscal Sucre, também conhecido como "Gringolândia".  Achei o lugar muito parado, mas não passei o final de semana lá nem saí tarde da noite. De qualquer forma, não recomendo ficar no raio de, pelo menos, dois quarteirões da Praça Foch. O lugar deve ficar muito barulhento no final de semana. Se o seu objetivo é farra, ok, fique por lá! . 
Se voltasse a Quito durante a semana, experimentaria ficar no centro histórico. Ressalva: todos são unânimes em dizer que não se deve andar a pé pelo centro histórico de Quito depois do anoitecer. Você leu corretamente: é depois do anoitecer, não é tarde da noite! Entretanto, acho que o mesmo vale se você estiver hospedado na gringolândia!
5. Compras: O Equador não é destino para quem está interessado em compras. Nem de roupas (mesmo as que não são de marca são muito caras!) e muito menos de eletrônicos. O forte é o artesanato (ver Otavalo, abaixo). O Mercado Artesanal La Mariscal , em Quito, é um pouco mais caro que o de Otavalo, mas bom e é de fácil acesso.
6. O que visitar? Não dá para perder o Centro Histórico. Destaque para o Palácio de Governo e para a Igreja da Companhia de Jesus. A visita ao Palácio de Governo é gratuita e eles ainda tiram uma bonita foto sua nos jardins que é entregue no final da visita. Leve um documento de identidade (não serve cópia) que eles entregam junto com a foto na saída.
Ponto negativo do Centro Histórico: o trânsito é pesado! Não há uma área grande reservada e por onde não circulem carros!
Gostei muito da linda vista do TelefériQo! A Fundação Guayasamin e a Capela do Homem também valem a visita. 
Fora de Quito, os passeios mais comuns são o da feira artesanal de Otavalo  e  o Parque Nacional Cotopaxi. Não fui ao Cotopaxi, porém estive em Otavalo no meio da semana. A feira é menor do que a de sábado, mas ainda assim há muitas barracas. Deu para conseguir bons preços. Dizem que no sábado, por conta do número maior de turistas, os preços sobem e as negociações são mais difíceis.
7. Tratamento ao turista: No geral, o equatoriano é muito simpático. Lembre-se, porém, que Quito não é Buenos Aires e que o portunhol não é língua corrente. Se você não fala espanhol, tenha um pouco de paciência e use o portunhol e mímica! Se você fala espanhol, o Equador é um bom país para bater papo. A pronúncia deles é clara e de fácil compreensão. Lembre-se de chamar as pessoas por "usted", não "tu".
8. Alimentação: Achei a comida equatoriana menos condimentada que a peruana. O país produz muita banana e é comum encontrá-la em vários pratos. 
Salada não é o forte deles! O mais comum é que o almoço seja composto de sopa (entrada), prato principal e (às vezes) sobremesa. Eles adoram frango frito e você encontra um KFC em todos os cantos! Não é difícil encontrar restaurante de cozinha internacional. Para saber mais sobre a comida equatoriana veja este post do Escapismo Genuíno.
9. Clima: Quito está a 2.800m de altura. A temperatura varia pouco ao longo do ano ficando, em média, em torno dos 20 graus C. Os meses mais secos são junho, julho, agosto e setembro. O período de fevereiro a maio (inclusive) é o mais chuvoso.
10. Saúde: Ninguém comenta, só vi uma placa no aeroporto de Quito, mas por conta da altitude você pode sentir sintomas de soroche (mal da altitude). Não é tão forte como em Cusco ou La Paz, mas ande devagar e não exagere na programação logo quando chegar.
Leve filtro solar e boné, o sol engana!
Enfim, eu voltaria alegremente a Quito!
Conforme for escrevendo sobre os lugares que visitei, coloco os links para os posts no texto.
Todos os post da viagem ao Equador estão listados aqui.
Foto by Lu Malheiros

15 comentários:

  1. Que linda essa foto, Lu =)

    Não conheço muito sobre o patrimônio histórico do Equador (devo confessar), mas fiquei com a impressão que é beem bonito. Estou curiosa para saber como foi a sua viagem ;)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Natalie,
    O centro histórico de Quito é muito bonito!
    Que bom que você gostou da foto. Foi tirada com uma point & shoot....
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lu. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Beijos,
    Boia Paulista

    ResponderExcluir
  4. Valeu, Bóia! A 2a feira ficou bem melhor com esta notícia!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu, as dicas estão ótimas mesmo, prontinhas para um post. Fico aguardando as cenas dos próximos capítulos. Bjs

      Excluir
    2. JB,
      Os próximos capítulos vão demorar!
      Obrigada pela visita, um abraço,

      Excluir
  5. Lu, cheguei ao post pelos Andarilhos (a listinha deles facilita um monte a vida de quem quer se atualizar, né?). Não conheço a cidade e adorei as dicas - estou pensando em agendar uns dias por lá no próximo ano! Favoritadissimo. Abraços,
    Paula
    www.mochilinhagaucha.blogspot.com.br
    ....

    ResponderExcluir
  6. Paula,
    Que legal! Espero que você vá mesmo! O Equador é um país muito legal!
    Ando atolada de coisas para fazer, mas, assim que der, vou fazer uma visita ao seu blog.
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  7. Voltei hoje de novo a esse post, Lu, pra pegar as últimas anotaçõezinhas antes da viagem. Brigada por todas as dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari,
      Estou acompanhando sua viagem a Galápagos pelo twitter! Linda!
      Obrigada pela visita!
      Bjs

      Excluir
  8. Olá Lu. Gostaria de saber se você se sentiu mal ao desembarcar em Quito ou mesmo no primeiro dia devido a altitude. Pode me passar dicas sobre isso? Grato.

    ResponderExcluir
  9. Anonimo(a), Não me senti mal em Quito. Se você for hipertenso, asmático ou se tiver algum problema cardíaco, procure seu médico antes de viajar. No mais, é pegar leve no 1o dia: caminhar pouco e devagar, não ingerir comidas "pesadas" e nem bebida alcoólica. Veja mais dicas em http://www.dividindoabagagem.com/2009/03/cuzco-o-mal-da-altitude.html
    Abraço

    ResponderExcluir
  10. Olá Lu. Gostei do seu blog e das dicas sobre o Equador! Pretendo fazer uma viagem pra lá por uns 15 dias durante o carnaval de 2015 e no roteiro coloquei Quito, Cuenca e Guaiaquil. Pelo que vi até agora tem muita festa nas ruas e uma das tradições equatorianas é jogar água em todo mundo que está na rua. Você tem informações sobre o carnaval equatoriano? Será que é uma boa época pra ir pra lá? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anderson,
      Não tenho muitas informações do Carnaval equatoriano. Pelo pouco que sei é como você descreveu. Acheii um relato em um blog portugu~es http://1000destinos.wordpress.com/2013/03/06/carnaval-equador/
      A melhor época para ir à Cuenca e Quito é durante a estação seca de junho a setembro. Já em Guayaquil, fevereiro é mês de chuvas, mas com pancadas no fim do dia. Veja mais detalhes em http://www.lonelyplanet.com/ecuador/weather
      Boa viagem! Um abraço

      Excluir
  11. Oi Lu Malheiros, estive em Quito agora em fevereiro e utilizei o seu roteiro como parâmetro. Estava chovendo um pouco, com esse tempo é melhor não ir ao TeleferiQo. O novo aeroporto já está pronto e fica bem mais longe, a uns 45 minutos da gringolândia, pagamos $ 25,00 pelo taxi, $ 30,00 de madrugada. Não tive dificuldade para tirar dinheiro nos caixas eletrônicos, pelo que eu vi as casas de câmbio se concentram na Av. Amazonas. Obrigada por postar, abs,

    Ana Lucia Amaral.

    ResponderExcluir